Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Alegria, Após Tristeza  |  Pr. Olavo Feijó

João 16:20 - Na verdade, na verdade vos digo que vós chorareis e vos lamentareis, e o mundo se alegrará, e vós estareis tristes, mas a vossa tristeza se converterá em alegria.

Jesus teve o cuidado de preparar Seus discípulos, quanto à Sua morte. E, de uma forma bem franca, Ele anunciou quão tristes eles ficariam. Mas garantiu, ao final, a transformação da tristeza deles em alegria. “Na verdade, na verdade vos digo que vós chorarei e vos lamentareis. O mundo se alegrará e vós estareis tristes, mas a vossa tristeza se converterá em alegria” (João 16:20).

Uma da coisas importantes, no caráter de Jesus Cristo, reside em Sua franqueza. Sua vinda ao nosso mundo teve objetivos transcendentais, muitíssimo acima da nossa capacidade de compreensão. Por causa disso, Jesus sempre se ocupou em esclarecer Sua missão, usando palavras do nível imaturo de nós outros, simples mortais. O binômio tristeza/alegria, por exemplo, várias vezes foi empregado. Tristeza, como o resultado das forças do mal, que o Senhor permite nos atingir, ainda que sob forma absolutamente controlada por Deus – como fica claro no Livro de Jó.

O lado alegria, sempre prometido pelo Senhor, é o resultado da nossa fé, da nossa confiança em permitir que o próprio Senhor resolva nossas fragilidades. Esta é a explicação para o verbo “converter”, usado no futuro. Em outras palavras: parece que não tem saída e, no mundo,nós discípulos sempre teremos tristezas nas provações. Por outro lado, quando desabafamos em Deus nossas tristezas, a repetitiva postura do Senhor é transformar nossas lágrimas, transmudando-as em alegria! Resumo do ensino de Jesus: não tente resolver suas tristezas por conta própria. Deixe o Senhor se meter na briga – o resultado sempre será alegria.