Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Futuro Para O Homem de Paz  |  Pr. Olavo Feijó

Salmos 37:37 - Nota o homem sincero, e considera o reto, porque o fim desse homem é a paz.

Grande parte da vida do rei Davi foi dedicada a guerras: ora para conquistar, ora para defender. Consequentemente, poucas pessoas como o rei conheciam a importância e as consequências da paz. Por isso, Davi escreveu: “Considere o íntegro, observe o justo; há futuro para o homem de paz” (Salmo 37:37).

A história da humanidade é a história de guerras. Desde a infância, a natureza humana decidiu que o outro é um adversário e que deve derrotá-lo, para viver em paz. A história tem sido assim, porque, entregues a nós mesmos, só nos alimentamos do orgulho, da inveja, da vaidade, da maldade, do medo. Em outras palavras, o que tem motivado a natureza humana são as atitudes completamente contrárias aos ensinos da Bíblia que, basicamente, nos apontam para a mensagem do Cristo.

Já no final do Seu ministério terrestre, Jesus afirmou: “Deixo-lhes a paz; a Minha paz lhes dou. Não a dou como o mundo a dá. Não se turbe o seu coração, nem tenham medo” (João 14:27). É importante este texto porque, quando Jesus convidou Seus discípulos e apóstolos, garantiu-lhes a guerra do mundo contra eles. Como conclusão, porém, declarou: “Eu lhes disse estas coisas para que, em Mim, vocês tenham paz. Neste mundo vocês terão aflições – contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo” (João 16:33). Se Davi tivesse vivido no primeiro século de nossa era, seu salmo seria: “Há futuro e há paz para aquele que tem comunhão com Cristo” .