Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
O Choro De Deus  |  Pr. Olavo Feijó

Lucas 19:41 - ¶ E, quando ia chegando, vendo a cidade, chorou sobre ela,

Após a entrada triunfal em Jerusalém, Lucas descreveu o profundo sentimento de Jesus para com a incredulidade dos seus habitates. “Quando se aproximou e viu a cidade, Jesus chorou sobre ela” (Lucas 19:41).

Jesus anteviu a destruição de Jerusalém, no ano 70. E sabia, exatamente, a razão da queda: a religiosidade ritualista do seu povo, que impedia uma comunhão realmente espiritual com Deus. Naquele momento, a intensidade do amor divino explodiu em lágrimas. E, porque o Filho Unigênito afirmou “Eu e o Pai somos um”, é legítimo afirmar que, diante da rejeição humana, por causa do Seu incompreensível amor, Deus chorou!

Na pregação das bem-aventuranças, Jesus ensinou: “Bem-aventurados os que choram, pois serão consolados” (Mateus 5:4). O choro de Deus nos alerta. Ele nos questiona sobre os motivos das nossas lágrimas. Choramos por causa de nossa raiva? Choramos movidos pela inveja? Choramos porque não viemos saída para nossos sofrimentos e desilusões? Por que razões choramos? Nas duas vezes em que a Bíblia nos diz que Jesus chorou, em ambas, foi por causa do Seu amor empático por nós humanos. Apesar (e talvez por causa) da nossa maldade e falta de misericórdia. O choro de Deus nos motiva a derramar nossas lágrimas pelas caudas que são do Senhor.