Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Emaús, Caminho De Desânimo  |  Pr. Olavo Feijó

Lucas 24:17 - E ele lhes disse: Que palavras são essas que, caminhando, trocais entre vós, e por que estais tristes?

Três dias após a morte de Jesus, dois discípulos decidiram sair de Jerusalém, na direção de Emaús. Jesus agora ressuscitado, junta-se a eles e puxa conversa. “Ele lhes perguntou – Sobre o que vocês estão discutindo enquanto caminham? Eles pararam, com os rostos entristecidos” (Lucas 24:17).

Não importa para onde formos: os sofrimentos e desilusões de Jerusalém teimam em nos acompanhar. Jesus sabia disso e ainda sabe disso. Ao nos fazer companhia, durante o caminho triste, Ele procura nos explicar, através da Bíblia, que o significado final da história não é a crucificação, mas a ressurreição. Quanto maior a nossa dor, maior nosso desapontamento. Por isso, chega um momento em que Jesus toma o pão, dá graças e o distribui com Seus discípulos. Naquele momento, a intervenção de Jesus Cristo faz todo o sentido e a ressurreição os reanima!

O caminho do desânimo vai de Jerusalém para Emaús. O caminho da restauração e da alegria vai de Emaús para Jerusalém. A estrada é fisicamente a mesma. Nos dois sentidos, Jesus está conosco. A grande diferença é o reconhecimento de que aquela entidade, que insiste em nos reanimar, é o Jesus redivivo! O texto do Evangelho de Lucas nos revela o Cristo sempre conosco. Poderoso para vencer nosso desânimo e nossa pequenina fé. O único que pode aquecer nosso coração.