Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Esperar E Trabalhar  |  Pr. Olavo Feijó

Mateus 25:25 - E, atemorizado, escondi na terra o teu talento; aqui tens o que é teu.

Como outros senhores, nosso Senhor distribuiu talentos a cada um de nós. Ele não disse quando voltaria, para prestarmos contas – mas disse que voltaria. Alguns, por terem só um talento, com medo de perdê-lo, apenas o guardam, evitando investi-lo. No momento futuro, da prestação de contas, simplesmente devolvemos o pouco que recebêramos, com a seguinte desculpa: “Fiquei com medo e por isso escondi o seu dinheiro na terra. Veja! Aqui está o seu dinheiro! (Mateus 25:25).

De uma forma ou de outra, futuro é sempre o tempo de prestar contas. Prestar contas, dentre outras coisas, significa declarar a importância que damos àquilo que temos. Na nossa visão imatura, quando decidimos que não recebemos o suficiente, isto “justifica” uma certa dose de irresponsabilidade. Mais ainda, quando achamos que o Senhor não nos deu aquilo que gostaríamos de ter, sentimo-nos injustiçados. E perdemos o ânimo de trabalhar...

A atitude ensinada pela Bíblia é a de trabalhar, durante o período de espera. Isto significa dizer que esperar não é o mesmo que fiar ocioso. Entre o semear e colher há uma série de atividades, aparentemente monótonas, mas necessárias: regar, retirar ervas daninhas, eliminar pragas... Durante o período entre o talento que Deus nos deu e sua prestação de contas, o Senhor colocou uma série de coisas que podemos fazer. A vida cristã significativa é a que trabalha enquanto espera.