Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Túmulos Não Aprisionam Jesus  |  Pr. Olavo Feijó

Marcos 16:6 - Ele, porém, disse-lhes: Não vos assusteis; buscais a Jesus Nazareno, que foi crucificado; já ressuscitou, não está aqui; eis aqui o lugar onde o puseram.

A crucificação do homem Jesus deixou um marco profundo e indelével na história, desde o primeiro dia do seu acontecimento. Por isso, Seus discípulos, querendo prestar-lhe homenagem, foram até o Seu túmulo. As primeiras a chegar foram recebidas por “um moço vestido de branco”, que lhes disse: “Não se assustem” Seis que vocês estão procurando Jesus de Nazaré, que foi crucificado, mas Ele não está aqui, pois já foi ressuscitado” (Marcos 16:6).

Túmulos não aprisionam Jesus. O túmulo de Jesus foi o passo necessário, para a Sua ressurreição. Aceitar o túmulo vazio, porém, exige fé. Exige mais do que aceitar o testemunho daqueles que O viram ressuscitado. Exige aceitar as Escrituras (I Coríntios 15:3-4).

O Jesus que nos salva, hoje, ontem e para sempre, é o Cristo ressuscitado. Porque Ele venceu a morte, consequência do pecado, Ele tem poder para vencer a nossa própria morte. O Cristo ressuscitado, por vencer as limitações do tempo, convive hoje conosco, que O aceitamos pela fé. Nossa eternidade, diz Paulo, está garantida pelo Cristo ressuscitado: “assim também, por estarem unidos com Cristo, todos ressuscitarão” (I Coríntios 15:22).