Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Reflexões em 2 Coríntios - O ministério da morte era glorioso  |  Pastor Sérgio Fernandes

2 Coríntios 3:7 - E, se o ministério da morte, gravado com letras em pedras, veio em glória, de maneira que os filhos de Israel não podiam fitar os olhos na face de Moisés, por causa da glória do seu rosto, a qual era transitória,

O texto bíblico que registra a revelação da Lei para Moisés é formidável e incrível. Lemos a respeito de trovões e relâmpagos, de um monte fumegante, de sons de buzinas, de uma nuvem espessa (Ex 19.16-19). O próprio Deus escreveu nas pedras os mandamentos que seriam entregues ao povo. Aquele contato com a glória de Deus marcou Moisés de tal modo que seu rosto resplandecia, deixando os israelitas com medo de se aproximarem dele.

A lei foi revelada com grande glória, contudo, ela foi incapaz de tornar justo o povo que a obedecia. Os julgamentos contidos nela eram tão severos que traziam a morte aos ofensores. Ela ensinava o povo sobre a necessidade de obedecer a Deus e se afastar do pecado, contudo, era insuficiente para vivificar os que tentavam seguir seus mandamentos. O ministério do Espírito, que é resultado da morte e da ressurreição de Jesus, é mais glorioso que o da lei: enquanto o primeiro revela o pecado, o segundo dá o poder necessário para vencê-lo. Enquanto o primeiro traz a morte do ofensor, o segundo traz o perdão ao pecador. Enquanto o primeiro era temporário, o segundo é permanente, e desde a ressurreição de Jesus tem chamado homens e mulheres para andarem em Sua presença.

------------------------------------------------------

Assista a série de pregações de 2 Coríntios:

http://bit.ly/1nc2Ws1

------------------------------------------------------