Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Haja Luz... E A Luz Triunfou  |  Pr. Olavo Feijó

Gênesis 1:3 - ¶ E disse Deus: Haja luz; e houve luz.

O objetivo de Gênesis não é científico, mas teológico. A Bíblia não foi escrita para revelar detalhes técnicos do universo. Por isso, o autor do primeiro livro enfatiza a mensagem básica das Escrituras: o criador e mantenedor de todo o universo é Deus. Por isso, o universo foi concretizado a partir da “luz”, como expressão do próprio Criador. “Então Deus disse – Que haja luz! E a luz começou a existir” (Gênesis 1:3).

A “luz”, como expressão da natureza do Criador, recebeu de Jesus uma abordagem autobiográfica. Ao falar da “luz”, o Mestre usa o verbo ser da mesma maneira que Seu Pai se revelou a Moisés, na narrativa do Êxodo: “Deus disse – Eu sou QUEM SOU” (Êxodo 3:14). “De novo, Jesus começou a falar com eles e disse – Eu Sou a luz do mundo; quem Me segue nunca andará na escuridão, mas terá a luz da vida” (João 8:12).

O Criador “é” a luz. A criação é a expressão da luz. Aquele que aceita Jesus Cristo, aceita viver com a luz. Viver o Cristo implica rejeitar as trevas, o caos, o vazio. Quando Cristo penetra em nossa vida, recebemos o “haja luz” da criação cósmica e aceitamos a natureza do Criador. Por isso, por pregar isso, Jesus declarou a Seus discípulos: “Vocês são a luz para o mundo” (Mateus 5:14). Ao viver a “luz do mundo”, enfatizamos diariamente a realidade eterna do nosso “Pai que está no céu” (Mateus 5:16). Cristo em nós é a confirmação do triunfo da Luz.