Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Alegria Reverente  |  Pr. Olavo Feijó

Atos dos Apóstolos 2:46 - E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração,

Lucas, o historiador, deu uma ênfase especial para a qualidade da alegria, que caracterizava os encontros devocionais dos primeiros cristãos. “Todos os dias, unidos, se reuniam no pátio do Templo. E nas suas casas partiam o pão e participavam das refeições com alegria e com humildade” (Atos 2:46).

Reunião cristã que tenha alegria, mas não tenha humildade, gera irreverência. Foi exatamente isto que aconteceu nas reuniões dos cristãos de Corinto. Ao ponto de Paulo intervir, exortando os irmãos para que nas suas reuniões as coisas se façam “com decência e ordem” (I Coríntios 14:40).

Culto não é show. Louvor cristão exige humildade e respeito ao nosso Senhor. Meu pastor, Rubens Lopes, sempre afirmava, antes dos cultos: “Se é que Deus está aqui, conosco, Ele exige reverência. Se a presença Dele não acontece, então estaremos perdendo o nosso tempo...”. A alegria do culto cristão deve ser uma harmoniosa expressão de ação de graças. Afinal de contas, o simples fato de experimentarmos a presença divina, sem sermos aniquilados pelo “fogo destruidor” do Santíssimo Senhor, isto é mais do que um milagre. É a confirmação do poder de um Deus que nos ama, a despeito da mazela que somos nós. A alegria do Senhor é a obra do Espírito, premiando a reverente humildade do nosso culto!