Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
A Sabedoria Bíblica  |  Pr. Olavo Feijó

Tiago 3:17 - Mas a sabedoria que do alto vem é, primeiramente pura, depois pacífica, moderada, tratável, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade, e sem hipocrisia.

Paulo e Tiago certamente não frequentaram as mesmas escolas e os mesmos mestres. Ambos, porém, após experiência profunda com Cristo e Seus ensinos, concluíram que a sabedoria que resulta da comunhão com o Senhor é aquela que deve motivar a conduta cristã. “A sabedoria que vem do céu é, antes de tudo, e é também pacífica, bondosa e amigável. Ela é cheia de misericórdia, produz uma colheita de boas ações, não trata os outros por sua aparência e é livre de fingimento” (Tiago 3:17).

O conteúdo da sabedoria, conforme definido por Tiago, como que sintetiza a conduta ética que o cristão deve ter. O verso 17, capítulo 3, é um resumo da Carta de Tiago e se harmoniza com o ensino novo-testamentário sobre o comportamento do cristão.

Antes de mais nada, a sabedoria bíblica é um dom de Deus. E Tiago acrescenta: cristão que quiser vivenciar tal sabedoria basta pedir ao Senhor, que Ele a concederá com liberalidade (Tiago 1:5). Mais ainda – assim como a fé, a sabedoria bíblica se manifesta por ações coerentes de bondade, misericórdia, pureza, bom relacionamento, sem discriminação e hipocrisia. A tudo isso, que vem pela graça de Deus, Pedro acrescenta: “continuem crescendo na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo” (II Pedro 3:18). A sabedoria bíblica nos dá “a mente de Cristo”.