Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Transfusão Do Sangue Divino  |  Pr. Olavo Feijó

Lucas 22:20 - Semelhantemente, tomou o cálice, depois da ceia, dizendo: Este cálice é o novo testamento no meu sangue, que é derramado por vós.

Quando na última cena, Jesus deu o cálice de vinho a Seus discípulos afirmou: “Este cálice é a nova aliança feito por Deus com o Seu povo, aliança que é garantida pelo Meu sangue, derramado em favor de vocês” (Lucas 22:20).

De acordo com a simbologia bíblica, no sangue estava a vida. Os fiéis adoradores gozavam de um sangue bom, espiritual. O sangue ruim circulava no interior dos infiéis, desobedientes, pecadores. A coisa era levada tão a sério que, na Antiga Aliança, para um pecado ser perdoado por Jeová, o pecador tinha que matar um animal e oferecer seu sangue no altar. Daí a explicação de Jesus, declarando a “nova aliança... garantida pelo Meu sangue”. Este tema da definitiva transfusão em nós do sangue de Jesus é discutido detalhadamente pelo autor da Carta aos Hebreus: a introjeção em nós, pela fé, do “sangue” de Jesus, da natureza de Jesus, transforma nossa natureza e garante nossa vida em comunhão santa com o Senhor.

O sangue de Cristo em nós requer cultivo e dedicação. Alimentação pobre em ferro pode causar um sangue anêmico, fragilizado. Alimentação com exagero de gordura, pode entupir nossas artérias espirituais e prejudicar a saudável circulação do poder do Espírito Santo de Cristo dentro de nós. A transfusão do sangue de Cristo, que aceitamos pela fé, exigem uma dieta saudável de Bíblia e de oração, para manter nosso processo da segunda natureza. De fé em fé, até a estatura final do Cristo, na nova terra.