Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Para Os Outros, Fardos Pesados  |  Pr. Olavo Feijó

Mateus 23:4 - Pois atam fardos pesados e difíceis de suportar, e os põem aos ombros dos homens; eles, porém, nem com o dedo querem movê-los;

A Lei ensinada pelos fariseus estava certa. O problema é que eles exigiam uma obediência que não estava no espírito das ordenanças bíblicas. Em outras palavras, foi isto que Jesus declarou sobre a conduta religiosa dos fariseus: “Amarram fardos pesados e os põem nas costas dos outros, mas eles mesmos não os ajudam, nem ao menos com um dedo, a carregar esses fardos” (Mateus 23:4).

Em princípio, existem duas atitudes pedagógicos. Uma delas é a que procura ensinar através da correção do erro. Profissionais e líderes religiosos deste gruo gastam temo descrevendo detalhadamente os pecados e as suas punições. Eles criam sempre um ambiente sombrio de culpa e de desamparo. Como os fariseus censurados por Jesus, tais professores de religião capricham em dificultar as coisas e “amarraram fardos pesados e os põem nas costas dos outros”.

A pedagogia de Jesus sempre foi positiva e construtiva. Ele fez questão de dizer “o Meu fardo é leve” (Mateus 11:30). O fardo que Jesus nos dá para carregar é leve não porque seja insignificante ou sem exigências para ser praticado. Ao nos ensinar como viver, Jesus põe às nossas ordens Suas energias e Sua técnica. E, francamente, Ele afirma: “sem Mim, nada podeis fazer”, “Eu venci o mundo”. Como seguidores do Cristo, esta é a mensagem de libertação de pecado que nos cabe pregar. A pregação dos fardos pesados deprime. A pregação do fardo de Cristo produz vida em abundância.