Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Legiões De Anjos Disponíveis  |  Pr. Olavo Feijó

Mateus 26:53 - E Pedro o seguiu de longe, até ao pátio do sumo sacerdote e, entrando, assentou-se entre os criados, para ver o fim.

Em poucas horas Jesus seria julgado e crucificado. Diante da perplexidade dos discípulos, o Mestre faz uma afirmação humanamente incompreensível: “Você não sabe que, se Eu pedisse ajuda ao Meu Pai, Ele me mandaria agora mesmo doze exércitos de anjos?” (Mateus 26:53).

Por que, então, Jesus não chamou em Seu auxílio legiões de anjos: seria uma saída espetacular. Todos os inimigos seriam eliminados. Uma monarquia invencível seria instalada. E Jesus não teria morrido! Diante dessas indagações, o próprio Cristo responde, no verso seguinte: “Mas, nesse caso, como poderia Se cumprir aquilo que as Escrituras Sagradas dizem que é preciso acontecer?” A Bíblia tem que ser cumprida, mesmo que, para tanto, o Filho Unigênito venha a morrer?

A resposta é sim. A Palavra é a revelação do plano Todo-Poderoso de Deus para com Sua criação. Por isso, o evangelista João declara: “A Palavra era Deus... e tudo foi feito por Ela” (João 1:3). Nossa vida pessoal com Cristo pertence ao grande plano da criação divina. A possibilidade do mal sempre esteve no programa de nosso aperfeiçoamento espiritual. As provações, por piores que sejam, são sempre permitidas para que o amor de Deus se aperfeiçoe em nós. Os anjos não existem para evitar provações: eles são mandados pelo Senhor para que, em nós se cumpra a vontade divina. Legiões não são necessárias.