Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Líderes Que Trabalham Tristes  |  Pr. Olavo Feijó

Hebreus 13:17 - Obedecei a vossos pastores, e sujeitai-vos a eles; porque velam por vossas almas, como aqueles que hão de dar conta delas; para que o façam com alegria e não gemendo, porque isso não vos seria útil.

O autor da Carta aos Hebreus, ao comentar a relação entre líderes cristãos e liderados, enfatiza a importância de uma liderança quando ela é acatada. O texto afirma: “Se vocês obedecerem, eles fazem o trabalho com alegria; mas se você não obedecerem, eles trabalharão com tristeza e isso não ajudará vocês em nada” (Hebreus 13:17).

O texto de Hebreus focaliza uma dimensão essencial em qualquer área de liderança. Engenheiros desobedecidos possibilitam construções com defeitos. Técnicos desobedecidos produzem equipes desportiva perdedoras. No contexto de Hebreus, a recomendação da obediência pressupõe líderes cristãos que vivam em comunhão com o Senhor e que, por isso, promovem o bem estar espiritual dos cristãos. Desobedecer a tais líderes conduz os liderados a buscar igual dependência do Senhor. Entende-se, neste caso, porque a desobediência pode tornar-se foco de tristeza.

No seu argumento final, o autor da Carta nos alerta: “e isso não ajudará vocês em nada”. A dimensão do amor lubrifica todas as relações humanas, principalmente naquelas em que a autoridade é exercida. O Senhor quer comunidades com líderes amoráveis e discípulos motivados pelo amor. A oração intercessória pelos líderes é o poderoso antídoto da tristeza e da enfermidade espiritual.