Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Doação Com Alegria  |  Pr. Olavo Feijó

2 Coríntios 9:7 - Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.

Por uma série de motivos, periodicamente os cristãos de Jerusalém sofriam carência material. Em função disso, o apóstolo Paulo, sempre que podia, pedia aos crentes de outras cidades que ajudassem os irmãos da Judeia. Sua orientação era: “Que cada um dê a sua oferta conforme resolveu em seu coração, não com tristeza nem por obrigação, pois Deus ama a quem dá com alegria” (II Coríntios 9:7).

Os escritos de Paulo, focalizando problemas da vida cristã, apresentam pelo menos uma característica. Ao discorrer sobre questões circunstanciais, após analisar os possíveis componentes do assunto, ele finaliza propondo um princípio geral capaz de ser aplicado de maneira mais ampla. A questão das ofertas para a Judeia é um bom exemplo. O princípio permanente proposto por Paulo é: “Deus ama ao que dá com alegria”. A atitude de doação, quando realizada por amor, produz bem estar e alegria. Doar motivado pelo amor é um processo saudável e positivo. Porque é baseado no Deus que é amor.

O neurótico não consegue ser alegre. Sua enfermidade é sempre caracterizada pela postura possessiva e insaciável. O mundo está sempre em dívida para com ele. O ato de doação, para o neurotizado, é visto como uma amputação, como um assalto ao seu patrimônio. O espírito cristão é o antídoto da neurose. Cristo em nós é a transfusão da postura doadora do amor de Deus. Fomos chamados para viver a alegria do Senhor. Fomos chamados para doar. Fomos chamados para amar.