Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Ele Ouviu O Meu Clamor  |  Pr. Olavo Feijó

Salmos 40:1 - ¶ [Salmo de Davi para o músico-mor] Esperei com paciência no SENHOR, e ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor.

O Salmo 40 é toda uma oração de dependência do Senhor, no meio de calamidade emocional. O termo usado pelo salmista é “meu clamor”. “Esperei com paciência no Senhor e Ele se inclinou para mim e ouviu o meu clamor.” (Salmo 40:1).

Clamor é um grito alto. De desespero. É uma abordagem muito mais intensa, quando temos a impressão de que o simples pedido não funcionou. O salmista se descreve como jogado no meio de um lodaçal, um “tremedal de lama”. Por isso, ele clamou.

Por que não percebemos que o Senhor ouve o nosso clamor? Às vezes, até, dá a impressão de que Ele ouve o clamor de todo o mundo. Menos o meu próprio e doloroso clamor! O salmista Davi confessa que, para sentir a atenção do Senhor, ele precisou “esperar

com paciência”. Quando a dor e a raiva é muita, a última coisa com que contamos é paciência. Só que não temos outra saída. Para que percebamos que Ele ouviu nosso clamor, precisamos esperar com paciência. Nossa oração, portanto, é rogar por paciência. Paciência

com lágrimas, mas paciência. Paciência com revolta... mas paciência. Que o Senhor nos ajude a ter paciência. É quando percebemos que Ele ouviu o nosso clamor.