Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Não Se Salvou, Para Nos Salvar  |  Pr. Olavo Feijó

Lucas 23:39 - E um dos malfeitores que estavam pendurados blasfemava dele, dizendo: Se tu és o Cristo, salva-te a ti mesmo, e a nós.

O criminoso, na cruz ao lado de Jesus, não entendeu o significado da morte do Senhor. Por isso, em desespero, gritou: “Um dos criminosos que estavam crucificados ali insultava Jesus, dizendo – Você não é o Messias: Então, salve a você mesmo e a nós também.” (Lucas 23:39).

O objetivo final da encarnação do Cristo foi a ressurreição dos corpos. Jesus tinha que morrer, para destruir o impacto espiritual da morte, já que “o salário do pecado é a morte”. Se Jesus tivesse fugido da morte, todo o plano cósmico da salvação teria sido prejudicado. Aquilo que o criminoso na cruz não entendeu é, exatamente, o que muitos de nós não entendemos.

É preciso não esquecer, neste contexto, que Jesus nunca precisou “salvar-se a Si mesmo”. Foi passando pela morte que Jesus destruiu a essência maléfica da morte. E “confirmou” Seu poder redentor ao realizar Sua própria ressurreição. De acordo com Paulo, vivemos neste mundo de pecado e morte sabendo que, pela fé, seremos também ressuscitados pelo Espírito de Cristo. O mesmo Jesus, que venceu o pecado na cruz, continua nos capacitando, hoje em dia, a vencer nossos pecados.