Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Quando a Bíblia é achada  |  Pr. Olavo Feijó

2 Reis 23:2 - O rei subiu à casa do SENHOR, e com ele todos os homens de Judá, e todos os moradores de Jerusalém, os sacerdotes, os profetas e todo o povo, desde o menor até ao maior; e leu aos ouvidos deles todas as palavras do livro da aliança, que se achou na casa do SENHOR.

Josias foi corado rei de Judá, após uma série de governantes iníquos e idólatras. Ele seguiu o exemplo de Davi e procurou ser obediente ao Senhor. Uma das suas obras significativas foi a reconstrução do Templo de Jerusalém, sucateado pelos reis anteriores. Pois foi em meio á restauração do Templo que o Livro da Lei foi achado, coberto pela poeira dos muitos anos de esquecimento. Impactado pela mensagem do manuscrito, Josias resolve compartilhar a Bíblia com o povo: “Então o rei deu diante deles todo o Livro da Aliança que havia sido achado no Templo.” (II Reis 23:2).

Por mais que um remédio tenha o poder de curar, sua atuação torna-se inutilizada, caso seja engarrafado hermeticamente e escondido no fundo de uma adega. Assim é a Bíblia. Ela nunca deixa de ser o poder de Deus. Não raro, entretanto, pessoas e povos ao destruídos espiritualmente, pela omissão daqueles que conhecem as Escrituras e as escondem.

A Bíblia é achada quando os filhos de Deus procuravam proclamá-la, vivendo-a. quando a Bíblia é “achada” e vivida, o mundo é impactado. “Esconder a Palavra no coração” não significa enfurnar a Bíblia. Pelo contrário: seu sentido é vivenciar as revelações do Espírito, quando a lemos. A Bíblia que pomos em prática é como a “cidade situada sobre o monte”. O amor de Deus é liberado, quando a Bíblia é achada.