Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Revelação Versus Sabedoria  |  Pr. Olavo Feijó

Mateus 11:25 - ¶ Naquele tempo, respondendo Jesus, disse: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, que ocultaste estas coisas aos sábios e entendidos, e as revelaste aos pequeninos.

As grandes religiões humanas resultaram dos escritos da sabedoria humana. A revelação divina, diz Jesus, não depende da sabedoria humana: “Naqueles dias Jesus disse – Eu Te louvo, Pai, Senhor dos céus e da terra, porque escondeste estas coisas dos sábios e cultos, e as revelastes aos pequeninos.” (Mateus 11:25).

Jesus Cristo não se preocupou em pregar para as elites. Ele anunciou Sua mensagem ao povo simples, em linguagem simples. A maioria dos Seus ensinos foi fora do Templo e das sinagogas. A simplicidade de Jesus chegou até a atrair as crianças.

Ao invés de usar vocabulário técnico de astrofísica, para explicar o cosmos, Jesus se refere ao “Senhor dos céus e da terra” como Pai. O Criador, disse o Mestre, não espera que a lógica humana O entenda. Por isso, Ele ultrapassa a fronteira do infinito, desce à Terra na forma temporal de Jesus e diz aos “pequeninos” que Ele ama todo o mundo. O Pai é o Deus que vem ao nosso encontro. E Ele declara: “se vocês quiserem ter comunhão comigo, o caminho é Me amar, porque Eu sou amor”. A fé que nos leva a aceitar Jesus como o Cristo, o Filho de Deus, só é possível quando somos motivados pela resposta do amor. A revelação divina não precisa de sabedoria. Só precisa de amor.