Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Abre Meus Olhos, Senhor  |  Pr. Olavo Feijó

2 Reis 6:17 - E orou Eliseu, e disse: SENHOR, peço-te que lhe abras os olhos, para que veja. E o SENHOR abriu os olhos do moço, e viu; e eis que o monte estava cheio de cavalos e carros de fogo, em redor de Eliseu.

O exército arameu cercou a cidade de Eliseu, com o objetivo explícito de eliminá-lo. O servo do profeta, cedo de manhã, viu o óbvio e temeu pela consequência: o cervo por um exército inimigo e a morte certa vinda do grande inimigo. Quando ele deu seu relatório ao profeta, eis a reação que ele não esperava. “E Eliseu orou – Senhor, abre os olhos dele para que veja.” (II Reis 6:17).

Tudo leva a crer que a vida espiritual, proposta por Cristo, não é a religião do óbvio. A ótica do Filho Unigênito foi instalada na visão dos grandes líderes espirituais vocacionados pelo Senhor. Por isso, Eliseu, ao ver as tropas inimigas, não negou a realidade do perigo. O que ele fez foi pedir ao Senhor que revelasse ao seu jovem a realidade espiritual que quase sempre não percebemos. Ele não sugeriu que seu auxiliar deixasse de olhar a ameaça. O que Eliseu pediu foi que o Senhor dinamizasse a capacidade de crer, que todos nós temos.

A dura realidade é que, nós cristãos, desde quando aceitamos a Cristo, aceitamos viver em um mundo injusto, uma vida de tribulações. O que não devemos, porém, é viver neste mundo como se Cristo não ligasse para nós. Ou pior, não faz sentido bíblico concluir que o Senhor não esteja nos acompanhando. Ele está cuidando de nós, mesmo quando não vemos ou não sabemos. É super importante orientar os nossos olhos: “Senhor, abre os meus olhos, para que eu Te veja!”.