Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Jesus vence os Demônios  |  Pr. Olavo Feijó

Marcos 1:34 - E curou muitos que se achavam enfermos de diversas enfermidades, e expulsou muitos demônios, porém não deixava falar os demônios, porque o conheciam.

Em Cafarnaum, o povo se reuniu em frente à casa de Pedro, para ouvir os ensinos de Jesus e para ter curados os seus enfermos. Além disso, Marcos escreve: “Também expulsou muitos demônios. Não permitia, porém, que estes falassem, porque sabiam quem Ele era” (Marcos 1:34).

A teologia do Apóstolo Paulo leva muito a sério a realidade dos demônios: as “forças” e “potestades”, como ele denomina. Por conhecer bem o ministério de Jesus e, certamente, por ter estudado do livro de Jó, Paulo sempre enfatizou duas coisas: primeiro, a realidade malfeitora dos anjos decaídos. Segundo, o poder insofismável do Senhor sobre os “maus espíritos”, cuja derrota eterna já foi selada por Cristo Jesus.

Há dois extremos que não são bíblicos. O primeiro é aquele que nega a realidade e a atividade dos demônios. O segundo é aquele que superestima os demônios, criando um ambiente de medo e superstição. Os demônios existem e Cristo tem poder supremo sobre eles. E nós, como discípulos do Mestre, temos que encarar a obra dos demônios com fideliade bíblica. Eles têm poder e nós somos frágeis. Cristo, porém, habita em nós. E é ele a força suprema que vence os demônios que “andam ao nosso redor, como leões, prontos a nos tragar”. Cristão que vive comunhão com Cristo não sofre medo: Jesus ainda hoje vence os demônios.