Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Tudo contribui, conjuntamente  |  Pr. Olavo Feijó

Romanos 8:28 - E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.

Ao escrever sobre o imposto do pecado na criação, Paulo descreve os males que vem causando, mas afirma também a soberania do Senhor sobre todo o seu desenrolar histórico, até o “novo céu e a nova terra”. Numa síntese, Paulo escreve: “Sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados por seu decreto” (Romanos 8:28).

Ao falar da história da criação, desde o Éden, até a Nova Jerusalém, Paulo descreve seu processo como um projeto divino, detalhadamente elaborado. O Apóstolo descarta toda possibilidade de acaso ou de coincidências. O controle do Senhor, desde a Sua eternidade, administra até os mínimos detalhes.

Ao revelar aos cristãos romanos que “todas as coisas contribuem, conjuntamente, para o bem dos que amam a Deus”, Paulo parafrasea o ensino de Jesus, quando disse que “nenhum fio de cabelo cai” sem o controle do Seu Pai. Quando, pela fé e pela experiência, aceitamos essa versão rigorosa da providência divina, assumimos uma postura de repouso completo. Se o Senhor faz todas as coisas contribuírem para o nosso bem, o problema do significado de nossa vida fica resolvido. Como o Senhor controla “todas as coisas”, então faz sentido agradecer pela doença, pelo dinheiro, pelo desemprego, pelas traições... É bem verdade que, muitas vezes, não conseguimos entender qual é a do Senhor. Tal detalhe não deveria nos levar ao desamparo. Tudo contribui, conjuntamente, sempre e sempre.