Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
O Amor não Suspeita Mal  |  Pr. Olavo Feijó

1 Coríntios 13:5 - Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;

No capítulo 13 da sua Primeira Carta aos Coríntios, o Apóstolo Paulo nos apresenta as muitas dimensões do amor, de acordo com o ensino de Jesus. Um dos detalhes focalizados pelo Apóstolo afirma que o amor... “não suspeita mal...” (I Coríntios 13:5).

Nosso mundo é formado por lobos atacando lobos. Para onde quer que olhemos, alguém está à espreita, preparando ciladas, planejando prejuízos. Nem é preciso acreditar em alguma teoria de conspiração. Basta ter olhos abertos e memória refrescada pelos tantos males que inimigos e amigos já nos causaram...

O grande perigo dessa visão intensamente lista do mundo ao redor é o de cairmos na armadilha do pessimismo. Do cinismo. Do medo. Ao escrever-nos sobre as características do amor cristão, Paulo nos ensina o antídoto à postura de lobo, dizendo-nos como deve ser a atitude do cordeiro. Deve ser como a do cordeiro de Deus que, como a Bíblia nos diz, “tira o pecado do mundo”. Jesus, o cordeiro de Deus, nos diz para sermos “simples como as pombas e prudentes com as serpentes”. Esta postura “híbrida”, que somente o Cristo desenvolve na gente, é o que nos capacita a não suspeitar mal. A mente do amor, que “não suspeita mal”, olha através da casca grossa dos pecadores e consegue perceber, lá dentro, a “imagem e semelhança de Deus”. Suspicioso é aquele que não para de suspeitar. Amorável é o cristão que usa o amor de Cristo como o critério de julgamento.