Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Enfermidade e Pecado  |  Pr. Olavo Feijó

João 9:3 - Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.

Ao ver um cego de nascença, os discípulos perguntaram a Jesus se a causa daquela enfermidade estava relacionada a pecado na família. Resposta do Mestre: “Disse Jesus – Nem ele nem seus pais pecaram. Isto aconteceu para que a obra de Deus se manifestasse na vida dele” (João 9:3).

O imaginário teológico do povo judeu ainda conservava a mesma crendice aceita pelos amigos de Jó: doença é punição de pecado cometido. O que nos intriga é que ainda hoje, apesar da clareza do ensino de um livro inteiro e apesar dos ensinos de Jesus, ainda encontramos, no meio de membros de nossas igrejas, a convicção de que se tem enfermidade, deve ter pecado.

Ao ler o contexto bíblico sobre doença, a primeira e óbvia lição que aprendemos é: “o que o homem semear, isto também ceifará”. Além disso, porém, a Bíblia salienta que enfermidades nos crentes fieis tem tudo a ver com a providência divina. Há coisas que nós, em nossas teimosias, somente aprendemos quando a fragilidade e a dor denunciam nosso orgulho espiritual e nossa excessiva autoconfiança. O leito de enfermidade nos relembra de que somos pó... Aí, quando caímos em nós, os olhos espirituais se abrem. E percebemos a manifestação da obra de Deus em nós!