Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Dizimistas de Dinheiro Roubado  |  Pr. Olavo Feijó

Amós 2:8 - E se deitam junto a qualquer altar sobre roupas empenhadas, e na casa dos seus deuses bebem o vinho dos que tinham multado.

Amós cuidava de animais, nos campos de Tecoa. Era um homem simples, honesto, que não desrespeitava as coisas santas. Talvez, por causa dessas características, Jeová o chamou, revelou-lhe os Seus planos e mandou Amós dar uma de profeta, exortando os Israelitas, por causa de suas injustiças. Dentre as calamidades cometidas na época, o Senhor enumerou: “... Em Meu próprio templo oferecem sacrifícios de vinho que compraram com dinheiro roubado” (Amós 2:8).

Existe coisa mais sem vergonha do que alguém que ganha dinheiro desonestamente, na base da roubalheira, e aí no domingo, em pleno culto, escrever um cheque polpudo, entregando à sua igreja o dízimo gordo das suas negociatas? O pior de tudo é quando todos os “irmãos” conhecem os esquemas corruptos do “dizimista”. Entretanto, como o dinheiro é muito grande, todo o mundo finge ignorar a origem antibíblica daquela enorme oferta, gritando exclamações de “aleluias”...

O Senhor quer saber a origem daquilo que damos. As flores que damos à nossa companheira são para camuflar nossos adultérios? A minha subserviência ao meu marido tem o objetivo de fechar os olhos dele, para não desconfiar das minhas infidelidades? Enchemos nossos filhos de todo o tipo de presentes caros, para eles não perceberem que não gostamos deles e que eles “atrapalham” nossa vida de casal? Tudo isso é oferta de vinho comprado “com dinheiro roubado”.