Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Tudo é Vaidade  |  Pr. Olavo Feijó

Eclesiastes 12:8 - ¶ Vaidade de vaidades, diz o pregador, tudo é vaidade.

O livro de Eclesiastes é uma espécie de balanço, que rei Salomão fez da sua vida. Após uma longa vida em que teve sabedoria, riquezas e poder, o filho de Davi conclui que o significado de tudo está em Deus e na comunhão com Ele. Fora disso, ele afirma: “Vaidade de vaidade, diz o pregador; tudo é vaidade” (Eclesiastes 12:8).

Que somos nós? Na realidade, somo apenas “zero”. Uns possuem mais zeros, enquanto que outros possuem muito menos. Contrariamente à idéia popular, “zero” não é a mesma coisa que “nada. Zero é um algarismo. Ele foi inventado pelos matemáticos, para simplificar e agilizar o cálculo além das nove unidades. Por isso, o zero é importante, pelo potencial que ele significa.

O valor do zero só vem à tona, dependendo da sua posição quanto aos números de 1 a 9: à esquerda ou à direita. O zero à esquerda não muda nada, “não vale nada”. Este mesmo raciocínio se aplica ao zero que sou eu, na sua relação com o Senhor. Quando me mantenho à esquerda de Deus, sem me submeter à Sua vontade, sou apenas “vaidade”. Quando aceito a direção divina para a minha vida, meu “um” vira dez e meu “nove”, noventa. Vale a pena ficar à direita do Cristo. É o que dá significado divino à nossa vida.