Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Primeiro entrega; depois, multiplicação  |  Pr. Olavo Feijó

João 6:9 - Está aqui um rapaz que tem cinco pães de cevada e dois peixinhos; mas que é isto para tantos?

No episódio da multiplicação dos pães, feita por Jesus, não se dá muita atenção a um detalhe interessante. Pedro disse ao Mestre: “Está aqui um rapaz que tem cinco pães de cevada e dois peixinhos: mas o que é isto para tantos?” (João 6:9).

Vai que Pedro achasse ridículo entregar a Jesus o lanchinho do rapaz. Mesmo apresentando-o ao Mestre, achou prudente reconhecer: “mas o que é isto, para tantos?” O Senhor Jesus não perdeu tempo em ridicularizar a oferta do rapaz: a multiplicação não foi de qualquer pão ou de qualquer peixe, mas daqueles “cinco pães de cevada e dois peixinhos”, entregues corajosamente por um jovem.

O Senhor não nos encoraja a discutirmos se devemos dedicar a Ele aquilo que somos e aquilo que temos em função do pouco que somos e o pouco que temos. Muito ou pouco, o Senhor aceita o que quer que entreguemos a Ele. A questão não está na quantidade, mas na qualidade. Na qualidade de nossa fé, do nosso amor, da nossa entrega. Quando nos chegamos a Ele e fazemos a entrega, ele faz conosco aquilo que fez com o rapaz. Ele aceita, Ele abençoa, Ele multiplica. E aí, por causa da nossa entrega, pessoas são abençoadas. Primeiro, a entrega: depois, a multiplicação.