Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Não é por muito falar  |  Pr. Olavo Feijó

Mateus 6:7 - E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos

Jesus ensinou que o Pai não fica nem um pouco impressionado, quando lhe dirigimos orações quilométricas. Sobre os que assim acreditam, o Mestre disse: “Eles pensam que por muito falarem serão ouvidos” (Mateus 6:7).

Grande quantidade não substitui boa qualidade. De um modo geral, entretanto, quando não descobrimos a maneira de melhorar a qualidade de nossa vida espiritual, nossa tendência é a de aumentar a quantidade das práticas rituais. Pelo fato de repetir e de repetir, cremos que o impacto do pedido assim repetido como que obriga o Senhor a responder do nosso jeito.

Que será que os discípulos pensaram, quando Jesus enfatiza as duas moedinhas dadas pela viúva e de que a oferta dela foi mais valiosa que a dos ricaços sem coração? Isaías está dentro deste contexto, quando prega a mensagem do Senhor: “este povo... honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim”. A oração do público foi curta e sentida: “Tem misericórdia de mim, pecador”. Dizer o que mais, além disso? Por isso, Jesus comenta: “ele saiu do templo perdoado”. Quando falamos muito, ouvimos pouco. Vale a pena, em nossas orações, arranjarmos algum tempo para sentir a presença do Senhor.