Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
A Libertação da Natureza  |  Pr. Olavo Feijó

Romanos 8:21 - Na esperança de que também a mesma criatura será libertada da servidão da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus.

É difícil imaginar toda a profundidade da declaração do Senhor, quando disse “maldita é a terra, por sua causa...” Esta sentença de maldição, entretanto, encontra sua cura na obra de Cristo e no testemunho dos cristãos, como diz Paulo: “A própria natureza criada será libertada da escravidão da decadência em que se encontra, recebendo a gloriosa liberdade dos filhos de Deus” (Romanos 8:21).

O pecado, nas suas várias manifestações, vem destruindo a natureza: ganância, poder, irresponsabilidade, exploração. A maioria dos desastres ambientais, que chamamos de sinistros naturais, nada mais é do que o resultado a longo prazo do comportamento humano no trato do nosso planeta.

As raízes da ecologia e do uso sustentável da natureza encontraram-se no poder libertador da obra de Jesus Cristo. Aqueles que acreditam que “os céus proclamavam a glória de Deus” não se sentem bem em poluir a Terra. Quando aceitamos a Cristo e compreendemos que, como “filhos de Deus”, devemos “cuidar da Terra”. Cristãos genuínos adquirem o espírito do “Jardim do Éden”: não só eles se sentem “guardadores” dos seus irmãos, mas também se sentem guardadores da criação. É a libertação da natureza.