Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Perseverai na Oração  |  Pr. Olavo Feijó

Romanos 12:12 - Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração;

Na série de conselhos práticos que Paulo dá aos Romanos, há três coisas que ele enfoca: “Alegrem-se na esperança, sejam pacientes na tribulação, perseverem na oração” (Romanos 12:12).

Para alguns de nós, o termo “esperança” não é tão bem-vindo. Principalmente quando aquilo que se espera continua demorando a concretizar-se. Chega a um ponto que nem a luzinha no final do túnel nós percebemos. Por esquisito que pareça, o remédio de Paulo, quando isso acontece, é “alegrem-se...”. E isto nos conduz ao segundo tema, que é o da “tribulação”. A tribulação nos cansa, nos amedronta, nos irrita. Ser paciente, neste contexto, se parece com retesar os músculos, olhar as ondas se aproximando, fincar os pés na areia e deixar a água passar por cima. Por maior que seja a onda, por maior que seja nosso tombo, sempre as águas se desvanecem e vão embora: com paciência, a gente aprende esta realidade.

Certamente, o ponto crucial do verso de Romanos é o seu final: orar e com perseverança. Orar não deve ser visto como uma lista de pedidos, mas como uma postura de comunhão com Deus. É na vivência regular com o Senhor que a tribulação e a esperança vão adquirindo significado positivo. Daí o verbo “perseverar”, tipo “insistir com teimosia”. Mil coisas nos distraem da oração. Precisamos da teimosia abençoadora do Espírito. Perseverar na oração é um aprendizado.