Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Não haja contenda entre nós  |  Pr. Olavo Feijó

Gênesis 13:8 - E disse Abrão a Ló: Ora, não haja contenda entre mim e ti, e entre os meus pastores e os teus pastores, porque somos irmãos.

Por que decidimos brigar? Quando os relacionamentos não ocorrem harmoniosamente e resolvemos adotar medidas que nos pareçam mais rápidas e mais vantajosas... ainda que em detrimento dos outros. A briga, então, é uma atitude egocêntrica, que acontece quando o bem estar individual se agiganta, como se nossas necessidades fossem as única dignas de solução. Nas brigas, os outros são sempre inimigos nossos. E, por definição, como o inimigo existe para nos fazer mal, a “melhor” maneira de enfrentar o inimigo é a destruição.

O patriarca Abrão (antes de ter seu nome mudado para Abraão, na aliança que Jeová fez com ele) tinha sociedade com seu sobrinho. Ló. Ao saber que seus empregados estavam se desentendendo com os servos de L´, optou pelo entendimento e a cooperação: “Disse Abrão a Ló – Não haja contenda entre mim e ti, entre os meus pastores e os teus, porque somos irmãos” (verso 6).

A decisão harmoniosa e justa contribuiu para o aumento dos bens do sobrinho e do tio, trazendo boas consequências durante toda a existência deles e de suas famílias. A Bíblia não recomenda a contenda. Ela propõe: “Não te deixes vencer pelo mal, mas vence o mal com o bem” (Romanos 12:21). Este é o ensino do Cristo e das Escrituras inspiradas por Ele.