Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Com Deus, sem angústia  |  Pr. Olavo Feijó

Salmos 50:15 - E invoca-me no dia da angústia; eu te livrarei, e tu me glorificarás.

Angústia muito mais do que um profundo mal-estar. A neurose, por sua vez, também não se iguala aos traumas da angústia, que desafiam a eficácia das melhores ajudas farmacêuticas. O Senhor nos diz, através do salmista da família de Asafe, que Ele tem a solução para a angústia. “Clame a Mim no dia da angústia. Eu o livrarei e você me honrará” (Salmo 50:15).

O Senhor se apresenta como Aquele que é superior à angústia. Ele se diz competente para nos libertar do pior mal existencial que o ser humano já enfrentou. “Clamar a Deus”, dentre outras implicações, significa confessar uma derrota pessoal, nas buscas de solução humana. Significa, então, um apelo para a eficácia do super-humano. Significa jogar fora todas as técnicas humanistas, por melhores que elas sejam. Significa dizer que o jeito que sobra é abrir o coração, a mente, o corpo, e entregar ao Senhor todo o controle!

Jô viveu a angústia. Nem sua lógica, nem a de seus amigos, ofereceu justificação para a tragédia por ele vivida. “Então, Jó respondeu ao Senhor: Sei que podes fazer toas as coisas – nenhum dos Teu planos pode ser frustrado” (Jó 42:1). Foi neste ponto de tomada de consciência que o caminho apareceu. Não entregamos nossa angústia a alguém, só porque ouvimos falar dele. Nosso salto de fé vem da nossa constatação – “agora, os meus olhos Te viram” (Jó 42:5). O Senhor nos livra da angústia. Mas Ele respeita nossa decisão. “Se alguém ouvir a Minha voz e ABRIR A PORTA, entrarei e cearei com Ele e ele comigo” (Apocalipse 8:20). Sem mais angústias!