Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
No dia da angústia, invocar ao Senhor  |  Pr. Olavo Feijó

Salmos 50:15 - E invoca-me no dia da angústia; eu te livrarei, e tu me glorificarás.

A Bíblia nos ensina que buscar ao Senhor deve ser nosso hábito diário. É por causa desta nutrição diuturna que alimentamos adequadamente nossa alma e que crescemos espiritualmente. Por outro lado, a Bíblia nos ensina que na prática desta busca diária o Senhor vai nos conferindo recursos mais poderosos, dos quais necessitamos, quando aquilo que nos assalta é a angústia. Deus é mais forte que nossa mais potente angústia. Por isso, Ele nos ensina: “Invoca-me no dia da angústia: Eu te livrarei e tu Me glorificarás” (Salmo 50:15).

Invocamos a Deus tanto na oração, quanto na leitura da Bíblia, onde se encontram as bases da resposta divina. A angústia nos deprime. E porque nos desorienta, a angústia prejudica nosso senso de percepção e de ação. Amigos podem ajudar um pouco, terapias e remédios também. O que a Bíblia declara, entretanto, é que o único remédio mais poderoso do que a angústia é o depender de Deus. Do Seu amor, de Sua compreensão, do Seu poder.

Quando se entrega à Providência do Senhor, o angustiado começa a constatar que existe um poder mais intenso do que seus sofrimentos e confusões mentais e espirituais. Não sabemos se, algum dia, seremos vítimas da angústia. Mas sabemos que, se desenvolvemos nossa prática diária da comunhão com Deus, o Seu Espírito fortalece todas as nossas fragilidades. E aí, quando o momento chega, sabemos como “invocá-lo no dia da angústia”. O poderoso resultado é sempre o mesmo: “Eu te livrarei e tu Me glorificarás”.