Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Só fui instrumento do ânimo  |  Pr. Olavo Feijó

4:3 - Eis que ensinaste a muitos, e tens fortalecido as mãos fracas.

O livro de Jó foi escrito para corrigir a teologia popular, segundo a qual somente sofre aquele que foi abandonado por Deus. Segundo tal interpretação, o Senhor não tem poder de usar provações para o nosso crescimento espiritual. É neste contexto que lemos a fala de Elifaz: “Você ensinou muita gente e deu forças a muitas pessoas desanimadas” (Jó 4:3).

Muitos cristãos têm sido atraídos pela postura teológica do mérito pessoal. A ideia é simples crente que cumpre as liturgias da sua igreja, que procura ser honesto, “adquire” o direito de ser blindado, diante das tribulações do mundo. Quem acredita nisto, como reage diante da declaração de Jesus, alertando-nos que “no mundo tereis tribulações”?

O apóstolo Paulo entendeu perfeitamente Cristo Jesus. Por isso, nas suas cartas, se orgulhava das perseguições e injustiças que sofreu, por amor do Mestre. Entretanto, para mostrar todos os ângulos da Providência divina, afirmou: “Todas as coisas contribuem, conjuntamente, para o bem daqueles que amam a Deus” (Romanos 8:28). Como Jô, esforcemo-nos em “dar forças a muitas pessoas desanimadas”, sabendo que, nos nossos momentos de aflição, o Espírito de Cristo “intercede por nós”. Nossa saúde espiritual se baseia no Cristo, que declarou: “Eu venci o mundo” (João 16:33).