Ordem Alfabética: A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z   #
Uma Só Carne  |  Pr. Olavo Feijó

Gênesis 2:24 - Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne.

A afirmação do Gênesis, que explica e define a complexidade do casamento, diz: “Portanto, deixa o homem pai e mãe e se una à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne.” (Gênesis 2:24).

Casamento não é a preponderância do masculino, nem do feminino. Não é a assimilação aniquiladora da identidade de um, para o benefício do outro. Casamento bíblico é a união de dois diferentes, para o nascimento de uma unidade quase que dialética. Na equação básica, x+y=z. Por isso, “x” deve ser diferente de “y”, para que a resultante “z” contenha “x” e “y”.

Gênesis explicita que a imanência do feminino no masculino propicia a transcendência tanto do homem, quanto da mulher, construindo a unidade misteriosa chamada família. Este é o sentido da expressão “uma só carne”. A frase “uma só carne”, portanto, não deve ser encarada como mera prática da interação sexual. Dentro do amplo contexto bíblico, o versículo do Gênesis usa a palavra “carne” como o sentimento da afinidade total vivida por esposo e esposa. Casamento bíblico é a criação de uma carne, a partir de duas personalidades interdependentes.